Como despertar o interesse das crianças por frutas?

Nem sempre é fácil convencer as crianças a consumirem alimentos naturais e saudáveis, como as frutas. Elas são fundamentais para o desenvolvimento dos pequenos, possuem nutrientes importantes para a fase de crescimento, e estimular o consumo desses alimentos durante a infância ajuda a formar adultos com hábitos mais saudáveis. Neste post, você vai conferir algumas dicas para despertar o interesse dos seus filhos pelas frutas!

 

Facilite o acesso

 

Coloque as frutas sempre em um lugar visível e ao alcance das crianças, já higienizadas, sempre que for possível. No momento em que sentirem vontade e forem buscar algo para comer, as frutas devem estar mais acessíveis que os doces e alimentos industrializados. A conveniência e a disponibilidade aumentam o consumo de alimentos. Por que não tentar?

 

Leve as  crianças para comprar frutas

 

Ir à feira ou ao supermercado pode ser uma atividade divertida e estimulante para as crianças. Envolva os pequenos no   processo de compra, mostre as frutas, explore as diferenças de cores, cheiros, tamanhos e texturas, explique como identificar as melhores, deixe que a criança escolha algumas frutas  para experimentar, isso estimula a curiosidade e desperta o interesse pelos alimentos naturais já na infância.

 

Façam uma preparação juntos com frutas

 

A aventura não termina nas compras. Leve a criança para a cozinha e mostre que as frutas podem ter muitos tipos de preparações e “se transformarem” em salada de frutas, espeto de frutas, suco de frutas, creme de abacate, vitamina de banana, etc. Preparem algo juntos e vai ser muito mais prazeroso para a criança consumir o que ela mesma ajudou a fazer.

 

Limite o consumo de doces

 

Mas o que isso tem a ver? Estudos mostram que limitar o consumo de açúcar no geral melhora a aceitação de outros alimentos menos doces, como as frutas e legumes. Quanto menos você acostumar o paladar dos seus filhos para sabores e aromas ultra-acentuados, como o dos doces industrializados, maiores as chances de eles gostarem de alimentos mais naturais.

 

Não chame a atenção para o fato de ele não comer frutas

 

Não fique falando o tempo todo na frente da criança: “ah, meu filho não come frutas!”. Se não, ele vai internalizar a ideia de que ele é a criança que não come frutas, e vai ser mais difícil a mudança acontecer.

Não faça disso o assunto da família, e nem um super evento quando ele topar experimentar, deve ser sempre algo natural.

 

Seja persistente!

 

Não deixe de oferecer frutas porque a criança não aceita. Negocie que ela não precisa GOSTAR, mas ela precisa ao menos EXPERIMENTAR.

Be Sociable, Share!
Tania Bottino
Pós graduada em nutrição clínica e aperfeiçoamento profissional em saúde da mulher e da criança,no Instituto Fernandes Figueira-fiocruz. Atua há 18 anos com gestantes, amamentação, introdução alimentar, crianças e adolescentes. Acredita que a alimentação adequada durante a gestação, associada ao aleitamento materno, à correta introdução da alimentação complementar e à manutenção de bons hábitos alimentares, é requisito básico para o crescimento e desenvolvimento infantil e ajuda a garantir um futuro no qual as habilidades cognitivas, motoras e sociais estimularão a saúde e o potencial máximo do adulto. - Contato comercial: taniabottinonutricionista@gmail.com

Leia também