Os alimentos que você deve evitar durante a gravidez

A gravidez é um momento delicado e especial na vida da mulher, e uma fase que exige alguns cuidados redobrados na alimentação para garantir o desenvolvimento ideal e saudável do bebê. Neste post, vamos falar sobre alguns exemplos de alimentos que não são recomendados para o consumo de mulheres grávidas.

Álcool

Vinho, cervejas e caipirinhas em hipótese alguma! O álcool afeta diretamente a arquitetura cerebral do feto (que ainda é bem imatura), além do funcionamento da glândula tireoide da mãe, que regula todo o desenvolvimento do bebê. Deixe para consumir os drinks em outro momento, durante a gravidez não é seguro.

Alimentos ultraprocessados

Alimentos processados, embutidos, refrigerantes, etc, na verdade não são saudáveis para ninguém. Mas especialmente durante a gravidez a mãe e o bebê precisam de uma alimentação que contenha todos os nutrientes e vitaminas essenciais, e não excessos de açúcar, químicos e sódio. A primeira opção deve ser sempre de alimentos naturais, a segunda, os alimentos pouco industrializados: sem aditivos químicos, corantes e aromatizantes artificiais e gordura hidrogenada.

Café

O café deve ser EVITADO ao máximo. Caso vá consumir, que o faça na menor quantidade, filtrado e o mais ralo possível. Não recomendo cafés expressos e nem os cafés em cápsula pelo risco de contaminação de Bisfenol-A e alumínio, extremamente prejudiciais para a saúde do bebê.

Sushi

Existe um mito de que o sushi pode transmitir toxoplasmose, mas essa informação não é verdadeira. Embora o sushi realmente não transmita toxoplasmose, a razão pela qual eu não recomendo seu consumo durante a gravidez é pelo fato de ser um alimento cru com possibilidade de contaminação, e pela dificuldade em se ter certeza de sua boa procedência e manuseio adequado.

Molho Shoyu

O molho Shoyu é um alimento repleto de sódio e corante, o que não é interessante para nenhum de nós, mas especialmente para grávidas, como já mencionado no item dos alimentos industrializados.

Queijos crus

O consumo de queijos que não sejam feitos a partir de leite pasteurizado também pode ser perigoso para gestantes, devida ao risco de contaminação. É melhor evitar durante a gravidez.

O acompanhamento com uma nutricionista na gestação ajuda a esclarecer todas as dúvidas que surgem neste período e garante que todas  as necessidades nutricionais da gestante sejam atendidas, mantendo em dia a saúde de sua gravidez e de seu baby.

Be Sociable, Share!
Tania Bottino
Pós graduada em nutrição clínica e aperfeiçoamento profissional em saúde da mulher e da criança,no Instituto Fernandes Figueira-fiocruz. Atua há 18 anos com gestantes, amamentação, introdução alimentar, crianças e adolescentes. Acredita que a alimentação adequada durante a gestação, associada ao aleitamento materno, à correta introdução da alimentação complementar e à manutenção de bons hábitos alimentares, é requisito básico para o crescimento e desenvolvimento infantil e ajuda a garantir um futuro no qual as habilidades cognitivas, motoras e sociais estimularão a saúde e o potencial máximo do adulto. - Contato comercial: taniabottinonutricionista@gmail.com

Leia também

Por que a felicidade depende do seu intestino?

Por que a felicidade depende do seu intestino?

As grandes escolhas alimentares que fazemos

As grandes escolhas alimentares que fazemos